17 de fev de 2013

Perdas de Pessoas Amadas e Mortes Prematuras


Nosso estudo de hoje, 17/02/13, é um tema do Evangelho Segundo o Espiritismo, Perda de Pessoas Amadas e Mortes Prematuras, capitulo V – Bem-Aventurados os Aflitos, com nosso irmão e amigo Estevão Coimbra.

O Evangelho nos ensina que a morte prematura não é fatalidade ou injustiça Divina. Nada acontece sem uma finalidade inteligente, e tudo tem uma razão de ser.

Os Espíritos Superiores nos esclarece que temos um tempo mais ou menos definido em cada existência, de acordo com nosso planejamento reencarnatório, para trabalharmos nossos vícios e resgatar os débitos contraídos em vidas passadas.

Nós espíritas estamos cientes que a morte só é do corpo físico, que a alma liberta desse invólucro material continua ligados por afinidades fluídicas aqueles que amaram.

O Evangelho nos convida a regozijar em vez de chorar, mas compreende a nossa dor, a nossa saudade. Pois temos, ainda a necessidade de nos elevar, da fé na vida espiritual.

Oremos, afim de fortalecer os laços que nos uni, de consolar mutuamente as perdas sofridas.

A paz fiquem com todos.

 Genilda Medeiros