18 de dez de 2011

A LEI DE JUSTIÇA, DE AMOR E DE CARIDADE

Este foi o trabalho apresentado pela Juventude, na nossa Gincana deste ano, sobre o tema A Lei de Justiça, de Amor e de Caridade.


Justiça e direitos naturais



O Sentimento de Justiça

O progresso moral desenvolve sentimento de justiça;

DEUS o colocou no coração do homem.

 
Formas diferentes de entender a justiça

Freqüentemente, os homens misturam ai suas paixões que alteram esse sentido.


Definição de justiça  

“A justiça consiste no respeito aos direitos de cada um”;

A lei humana e a lei natural é que definem esses direitos.

 
Base da justiça fundada sobre a lei natural

O cristo como referência;

Desejar para os outros, o que se deseja para si.


Viver em sociedade

Respeitar o direito dos seus semelhantes.

 
Limites do direito dos homens

Os direitos naturais são os mesmos para todos os homens, desde o maior até o maior.

Caráter do homem que praticasse a justiça em toda sua pureza

O verdadeiro justo;

O exemplo de Jesus.

 
Direito de propriedade. Roubo

Primeiro de todos os direitos naturais do homem.

O desejo de possuir.

Propriedade legítima.

Direito de defesa da propriedade.

Caridade e amor do próximo
O que é caridade?

Caridade x ‘abraçar o mundo’

Caridade x auto-aperfeiçoamento

Amor maternal e filial


Amor Maternal: virtude ou instinto?

Por que há mães e filhos que se odeiam?

Caridade x ostentação

Indulgência, benevolência e perdão. Os três alicerces da caridade.




Leiam a revista do Reformador, que neste mês tem um artigo muito sobre este mesmo tema.

Juventude Casa dos Humildes