7 de mar de 2010

Benjamin Franklin


Clique aqui para conhecer a sua História e Autobiografia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Benjamin_Franklin

http://pt.wikipedia.org/wiki/Autobiografia_de_Benjamin_Franklin#searchInput

Benjamin Franklin, desde jovens lia muito, sobre tudo que lhe interessava, principalmente sobre os grandes vultos da história de todos os tempos.

Devido a sua cultura e conceito moral rígido, se cobrava muito e aos outros também sendo muitas vezes inconveniente, fazendo com que as pessoas dele se afastassem.

O isolamento o incomodou bastante, ao ponto de refletindo sobre as habilidades bélicas de Napoleão Bonaparte: "dividir para vencer", Benjamin Franklin elaborou um método simples e fácil que qualquer pessoa poderia usar.

Ele escolheu treze virtudes que julgava necessário aprender e praticar,  e escreveu em pedacinhos de papel e se dedicou uma semana para cada virtude, não esquecendo das anteriores, desta forma ele poderia repetir o aprendizado quatro vezes no ano. 

Atenção: Ele sempre anotava quando fraquejava em alguma virtude, para dar mais atenção quando fosse retornar, da próxima vez, na qual falhou.


As Treze Virtudes de Franklin para o Auto-Aperfeiçoamento

1ª TEMPERANÇA:
Não coma demasiadamente; não beba até embriaguez.

2ª SILÊNCIO:
Não diga nada além daquilo que beneficie outros ou você mesmo;
evite conversas tolas.

3ª ORDEM:
Mantenha todas as coisas em seus devidos lugares; faça com
que cada parte de seu negócio tenha o seu próprio tempo.

4ª RESOLUÇÃO:
Decida realizar aquilo que você quer; realize sem erro o que você resolver.

5ª SOBRIEDADE:
Não tenha despesas além daquelas que proporcionarão
o bem aos outros ou a você mesmo, isto é, não desperdice nada.

6ª DILIGÊNCIA:
Não perca tempo; esteja sempre ocupado com algo útil;
elimine todas as tarefas desnecessárias.

7ª SINCERIDADE:
Não cometa fraude; pense inocentemente e com justiça;
e, se você falar, fale verdadeiramente.

8ª JUSTIÇA:
Não erre prejudicando os outros ou omitindo os benefícios
que são de sua obrigação.

9ª MODERAÇÃO:
Evite extremismos; não fira os outros, apesar de achar que mereçam.

10ª LIMPEZA:
Não tolere sujeira no corpo, na roupa ou na habitação.

11ª TRANQÜILIDADE:
Não fique nervoso por ninharias ou com acidentes comuns e inevitáveis.

12ª MODÉSTIA:
Dê vital importância apenas à saúde e ao bemestar; evite a estupidez,
a fraqueza e as coisas que possam prejudicar você e os outros.

13ª HUMILDADE:
Imite Jesus Cristo e Sócrates.

Observamos nessa mudança de atitudes de Benjamin Franklin, a Reforma Intima ensinada nos centros Espíritas, para atingirmos o progresso moral e espiritual.

Do livro Benjamin Franklin: Pensamentos e Máximas para Bem Viver, do Prof. Dr. D Pizzinga, extrairmos algumas máximas que tem tudo a ver com o que a Doutrina dos Espíritos veio nos ensinar, vejamos:

- Escreve as ofensas na areia e os benefícios no mármore.
- Quando somos bons para os outros, somos ainda melhores para nós.
- Só o homem íntegro é capaz de confessar suas faltas e de reconhecer seus erros.
- Quando estou ocupado em servir os outros, não olho para mim mesmo como um prestador de favores, mas como um pagador de dívidas.
- Os investimentos em conhecimento geram os melhores dividendos.
- O contentamento transforma os pobres em ricos; o descontentamento transforma os ricos em pobres.
- A tragédia da vida é que nos tornamos velhos cedo demais e sábios tarde demais.
- Não temas a morte. Quanto mais cedo morreres, mais tempo serás imortal.
- Aquele que tiver paciência terá o que deseja.
- Ser humilde para com os superiores é um dever; para com os iguais, uma mostra de cortesia; para com os inferiores, uma prova de nobreza.
- Eu creio que o melhor meio de fazer bem aos pobres não é darlhes esmola, mas, sim, fazer com que possam viver sem recebêla.
- O jeito de ver pela fé é fechar os olhos da razão.
- A felicidade não se produz por grandes golpes de fortuna – que ocorrem raras vezes - mas, sim, por pequenas vantagens que ocorrem todos os dias.
- Nunca cheguei à perfeição; na verdade, bem longe disso. No entanto, tornei-me um homem melhor e mais feliz que havia sido antes.

    Fica para todos os ensinamentos de um grande Homem de Bem, que foi um dos Espíritos que participou da  terceira Revelação, O Espiritismo.

    E por fim a mensagem de Allan Kardec, que se encontra no livro O Evangelho Segundo o Espiritismo, capítulo XVII - Sede Perfeitos.:
     
    "Reconhece-se o verdadeiro Espírita pela sua transformação moral, e pelos esforços que faz para dominar suas más inclinações".

    Muita paz 

    Genilda Medeiros